- Portuguese

A grande maioria dos produtos de couro europeus que são comercializados no mercado europeu são importados de países onde as normas sociais, ambientais ou éticas nem sempre são respeitadas. A imagem do couro na memória colectiva é condicionada por informações que chegam ao mercado relativas a práticas que acontecem em lugares distantes e que nada têm que ver com as que prevalecem na Indústria de Curtumes Europeia. O couro sofre desta imagem destorcida.

 Neste context, os Parceiros Sociais da Indústria de Curtumes Europeia, propõem as seguintes recomendações:

  1. A confiança dos consumidores no couro como um material sustentável tem de ser construida através de um esforço concertado na cadeia de valor do couro  na Europa, onde os vários elos da cadeia devem assegurar a sua colaboração na criação de um sistema abrangente.
  2. Os consumidores têm de estar cientes dos valores distintivos do couro europeu, de modo a fazerem escolhas informadas. O enquadramento legal relativo aos aspectos sanitários/veterinários dos couros e peles, bem como do bem-estar animal tem se der explorado na sua vertente de poder constituir uma base de sustentação de um sistema de boas práticas.
  3. Um sistema de marcação da origem qualificado dos produtos em couro (origem do artigo + origem do couro) poderia dar aos consumidores europeus elementos valiosos para basear as suas opções de compra.
  4. Os mecanismos e o conteúdo das clausulas nos contratos de fornecimento de matérias primas deveria ser desenvolvido e testado na cadeia de valor pelo menos até aos matadouros.
  5. As práticas em países terceiros que poderiam constituir causa de preocupação em deveriam ser monitorizadas e os países fornecedores classificados de modo a permitir aos operadores europeus informação acerca das origens fiáveis de couros e peles.
  6. A normalização de um sistema de gestão para a rastreabilidade que assegure a protecção de informação comercial confidencial e simultaneamente uma transparência na cadeia de valor deveria ser mais explorada e desenvolvida.